Raidlight Olmo Ultra Vest 5L

“Só 5 Litros? De certeza que leva mais!!!!” Esta é a primeira reacção ao pegar na Raidlight Olmo Ultra Vest 5L pela primeira vez.
A Olmo 5L é uma mochila estilo colete, ou melhor, uma mistura entre mochila e colete com um montão de bolsos, bolsinhos e compartimentos, de toda a forma e tamanho, onde levar material. Hajam coisas para encher os 5 litros de capacidade anunciados (penso que leva à volta de 7 litros).
É uma mochila bastante agradável ao tacto, relativamente leve (390g) e com vários elementos refletores a toda a volta.
A qualidade dos acabamentos, como normal na Raidlight, é do melhor.
Está disponível em duas combinações de cores: Branca, Cinza e Laranja ou Preta, Cinza e Amarela, pessoalmente prefiro a Branca e a Laranja.
O tamanho é único e se bem que seja bastante adaptável penso que para senhoras, especialmente as mais pequenas, seja um pedacinho grande.
O preço anda entre os 60€ e os 90€, dependo do local.

Usar os bastões na frente é bastante confortável e prático – Foto: Aurélio Davide

Principais características

De cima para baixo, na frente temos:
Alças bastante acolchoadas na zona dos ombros.
2 tiras para prender uma bolsa dianteira como por exemplo a Raidlight Ultra 4L (esta característica é comum a toda a linha Olmo).
Elásticos para prender o tubo de hidratação, caso se use bolsa de hidratação.
2 compartimentos perto dos ombros com fecho, uso-os para pôr a comida de bebé.
2 bolsos pequenos de malha compressiva onde normalmente coloco o lixo.
2 bolsos de hidratação, que podem levar bidões ou soft flasks até 750ml.
2 bolsos de malha elástica de cada lado dos bolsos porta bidões.
Porta bastões elástico frontal.
O ajuste é feito por duas tiras que unem as duas alças, sendo que a de cima passa por trás da hidratação e a de baixo pela frente, de forma a ajustar melhor a mochila ao corpo. Na tira inferior encontra-se também o apito.

Foto: Lílio Abreu

Nas laterais temos um bolso relativamente grande no lado esquerdo e no lado direito dois bolsos, um do tamanho do do lado esquerdo com um cabo jack 3,5 passado que vai até ao topo da alça do lado direito, para ligar auriculares. Esse bolso consegue facilmente albergar um dispositivo do tamanho dum iPhone 6. E um bolso mais pequeno pela frente do anterior. Estes bolsos são fechados com fecho.
Ainda nas laterais temos o ajuste da mochila através de alças que vão dos bolsos laterais até à base dos bolsos de hidratação.

Foto: João Manuel Sousa

Na traseira temos:
Um bolso pequeno no topo com fecho e um clip para prendermos chaves ou qualquer coisa que não queremos que ande solta.
Um bolso um pouco maior  com malha elástica e com velcro que consegue-se aceder sem tirar a mochila e no qual facilmente se mote guardar, bufos, luvas, lanterna, etc.
Um bolso inferior com fecho, onde se pode guardar um corta-ventos ou impermeável. Este bolso tem a particularidade de o fecho se encontrar na parte inferior, sendo assim fácil de aceder sem tirar a mochila.
Um compartimento principal, grande e com fecho onde se pode guardar o resto do material e uma bolsa de hidratação até 1,5L.
Temos disponíveis também, nos lados do bolso inferior, dois bolsinhos elásticos pequenos, para os quais não encontrei utilidade.
E ainda elásticos porta-bastões, que neste caso, ficam na diagonal ao longo da mochila.

A parte de dentro, que fica encostada ao corpo, é toda acolchoada com a exepção dum canal central perfurado para dar mais respirabilidade à mochila, que é também devido aos acolchoados, relativamente quente.

Capacidade de carga:
Aqui é que os 5 litros enganam, porque consegue-se meter tudo o que precisamos e ainda fica espaço. Nunca consegui enchê-la de material, e na maior parte das vezes não cheguei a usar o bolso principal, a não ser para levar o telemóvel e a manta térmica.
Como exemplo consigo levar calças compridas, corta-ventos, impermeável, luvas, buff, gorro, bolsa de hidratação, manta térmica, telemóvel, ligadura, luz frontal, camisola térmica, spray frio e duas laranjas. Para além de géis, barras energéticas, 2 bidões de 750ml e bastões.

Foto: Lílio Abreu

Hidratação:
Podemos usar bidões rígidos (no caso da Raidlight temos de 600ml e 750ml), garrafas ou soft flasks. A minha preferência vai para os bidões rígidos por causa da facilidade de beber sem termos de retirar os bidões dos respectivos bolsos e como os bolsos não são elásticos a mochila porta-se melhor com recipientes que não mudem de forma, como é o caso dos soft flasks. Podemos ainda se quisermos usar uma bolsa de hidratação de até 1,5 litros que fica presa no bolso principal por velcro, saindo o tudo por qualquer uma das alças. Esta solução tem uma desvantagem que é não haver um lugar onde prender o tubo na frente, apenas uns elásticos por onde passá-lo nas alças.

É fácil beber sem tirar os bidões da mochila

Conforto e ajuste:
Devido à capacidade de carga na parte frontal da mochila, o peso vai bem distribuído. Os acolchoados nas costas e nos ombros também tornam a mochila muito confortável ao longo dos quilómetros, se bem que posso se tornar algo quente.
As tiras de ajuste, tanto laterais como frontais são fáceis de apertar, caso seja necessário, num movimento simples, mesmo em andamento.

No terreno:
Em corrida conseguimos aceder a quase tudo o que quisermos. Todos os bolsos frontais têm uma pequenas tiras que servem para abri-los e os que têm fecho, o mesmo tem uma pega grande e fácil de agarrar, mesmo com luvas.
Os bolsos laterais não são assim tão fáceis de lá chegar, pelo menos para pessoas “pesadas” como eu, mas com um pedacinho de ginástica lá chegamos.
Na traseira, é fácil de aceder aos dois bolsos, tanto o de cima como o de baixo, sem tirar a mochila. Apenas para abrir o bolso principal é necessário retirar-la.
O porta bastões frontal é simplesmente genial. A melhor característica da mochila quanto a mim. A facilidade de tirar e pôr os bastões é enorme e os elásticos fixam-nos muito bem, em nenhuma ocasião os senti a saltar.
A Olmo Ultra Vest 5L não é impermeável, se bem que a construção faz com que o bolso grande fique relativamente protegido, tanto da chuva pelos bolsos posteriores como do suor das costas pelos acolchoados das mesmas. Mas não é impermeável, e se não quisermos que as coisas se molhem deveremos protegê-las.
Em relação à resistência, e depois de muitos kms fazer com ela, a única “falha” foi um dos bolsos na alça esquerda que começou a descoser. E acreditem que muita pancada levou e várias vezes foi ao chão.

Conclusão:
Para treinos ou provas longas, onde se precise de levar bastante material e hidratação e queremos ir confortáveis.
Já que vamos “sofrer” ao menos sofremos com conforto, as costas agradecem.

Deixe uma resposta